Terça-feira, 27 de Junho de 2006

3 - Astronómica teimosia

 

 

Tendo em conta os factos históricos e as circunstâncias actuais da Astronomia, vejo-me na necessidade de pedir aos leitores que se dignem reconhecer-me o direito à livre expressão do pensamento e da sua divulgação, manifestando o meu devido respeito pelo igual direito de quem tenha outras opiniões, seja qual for a sua categoria intelectual.

Estudando e observando os céus a olho nu durante dez anos, desde 1942 que vinha dizendo: "Tudo me leva a crer que a Terra não roda à volta do Sol"

Comprando um telescópio e continuando a estudar e a observar os céus, passei a dizer, desde 1990: "Continuo a pensar que a Terra se move no Centro do Universo visível, suspensa no espaço sideral, sem nada de material que a ligue a qualquer ponto material"

Continuando a pensar, agora digo: "Mesmo a olho nu, teimar que a Terra gira em torno do Sol parece-me que tem sido um verdadeiro atentado à inteligência"

Aquele mesmo receio que Copérnico confessou ter, sendo ele quem era, terei de o ter, a partir de agora?

Dizem que já não existe censura, mas a certeza maior que tenho é que há muito deixou de existir aquela instituição a que Galileu, então com 68 anos, se teve de apresentar para justificar o seu trabalho em defesa da histórica hipótese de Copérnico, que lhe terá incutido a inabalável convicção de que era, aquela teoria, entre todas as conhecidas, a única verdade.                                                 

E foi o seu prestígio de matemático, de filósofo e de brilhante intelectual, tudo reforçado pelo seu caso, que lhe teria valido o maior crédito, embora tendo deixado aos vindouros a busca da prova da tal teoria que já vinha de Aristarco de Samos, já tão incansavelmente rebuscada antes por Copérnico, mas que a tábua de salvação que via nas semelhanças que o seu telescópio oferecia se mostrava, nesse caso, algo frágil. Assim, outras foram aparecendo logo tomadas em seu auxílio: as leis de Kepler, as de Newton e, finalmente, as de Einstein.

Mas, a sua reconhecida avançada idade, de 68 anos, que tanto foi buscada em sua defesa, só se poderá comparar com a minha, de 86, por ser inversa na ordem dos algarismos.

Não tenho dúvidas de que vivo rodeado de ilustres homens de ciência que são reconhecidamente heliocentristas, que mostram nenhumas dúvidas de que é a Terra que roda à volta do Sol e não o contrário. Não sei se poderão apresentar alguma ou algumas provas, mas penso que talvez se sintam desejosos de que apresente as minhas. Isto é, as provas de que "a Terra não roda à volta do Sol, mas que se move no Centro do Universo visível, suspensa no espaço sideral..."

Se me for permitido, terei o maior gosto e a melhor vontade de o fazer.

João Cândido

publicado por Clube bolsadoslotos às 19:32
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
29
30
31


.posts recentes

. 21 - AGRADECIMENTO

. 20 - NA REALIDADE...

. Ano Internacional da Astr...

. 18 - ONDE ESTÁ A VERDADE

. 17-CURIOSIDADES ASTRONÓMI...

. 16 - Um Presente

. 15 - Ainda o Plutão

. 14 - Era uma vez um Plutã...

. 13 - Então porquê?

. 12 - Os periodos da criaç...

.arquivos

. Julho 2014

. Novembro 2013

. Janeiro 2010

. Maio 2008

. Julho 2007

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds